Após denúncia do MPF, Justiça condena dois envolvidos por tráfico internacional de drogas em Goiás

Cerca de 700 kg de cocaína oriundos da Bolívia foram encontrados em avião que fez pouso forçado na zona rural do Município de Jussara (GO)

Imagem Ilustrativa – Istock

A Justiça Federal em Goiânia, acatando denúncia do Ministério Público Federal (MPF) em Goiás, condenou os réus Apoena Índio do Brasil Siqueira Rocha e Fabiano Júnior da Silva Tomé por tráfico internacional de drogas e atentado contra a segurança do transporte aéreo. A droga foi encontrada em um avião que fez pouso forçado na zona rural do município de Jussara (GO) em junho de 2017.

Em razão do desmembramento do processo, visto que os dois cumprem prisão preventiva em presídios distintos, a sentença condenatória de Apoena (preso em Goiás) foi proferida no dia 12 de janeiro, enquanto a de Fabiano (preso em Rondônia) se deu na última terça-feira (16).

Apoena Rocha foi condenado a 18 anos, 10 meses e 12 dias de reclusão e 1.282 dias-multa. Já Fabiano Tomé, a 20 anos, 9 meses e 22 dias de reclusão e 1.476 dias-multa. Ambos tiveram mantidas as prisões preventivas e deverão cumprir a pena de reclusão inicialmente em regime fechado. Além disso, foi decretado o perdimento, em favor da União, de todos os bens apreendidos em poder dos condenados.

Entenda o caso – Segundo a denúncia do MPF, por volta das 17h do dia 26 de junho de 2017, no município de Jussara, os acusados Apoena e Fabiano foram flagrados com quase 700 kg de cocaína oriunda da Bolívia. A droga estava na aeronave PT-IIJ, pilotada por Apoena, que fez um pouso forçado na zona rural de Jussara, após perseguição por um avião da Força Aérea Brasileira (FAB). Os dois acusados, em seguida ao pouso, abandonaram a aeronave carregada com a droga e tentaram fugir, sendo capturados posteriormente num hotel na cidade de Itapirapuã (GO).