Cadê a água prefeito?

Ninguém é obrigado a prometer, mas se isso acontecer, quem promete tem que cumprir. Roberto Naves quando ainda se apresentou como candidato a prefeito de Anápolis, ficou conhecido como Roberto do Órion. Quem prometeu foi o Órion, mas hoje toda a cidade sabe que o prefeito tanto faz ser Naves como Órion, as promessas estão valendo e quem não cumpre o que prometeu deveria reconhecer seu erro e pedir perdão para os seus eleitores, que não são muitos; pouco mais de um terço do eleitorado anapolino. Mas foi ele quem se elegeu e as promessas que estão valendo são as que fez durante a campanha.

Passados noves meses, o prefeito só fez inaugurar obras que estavam sendo executadas e pagas, como é o caso do viaduto inacabado da Brasil com a Goiás. De todas as promessas do senhor Naves, a questão da água é a principal porque a falta do produto se torna um drama para a população. Essa semana mais de uma centena de setores da cidade ficou sem água e milhares de pessoas tiveram dificuldade para encontrar água até mesmo para os problemas básicos de uma residência. O prefeito preferiu o silêncio e nada disse sobre a questão.

Certamente suas providências não passaram de alguns telefonemas para o presidente da Saneago que continua tirando dinheiro da cidade e levando para outros investimentos, até mesmo para a propaganda governamental, já que a prioridade agora será a eleição do Zé Governador. A prioridade não é resolver os problemas do povo. Enquanto o prefeito fica em silêncio, o povo vai passando pela privação pela falta de água. Uma vergonha!