Deic apresenta dupla que deu 36 facadas em vendedor durante assalto

 

Apesar da gravidade da agressão, vítima sobreviveu. Ladrões abandonaram vendedor num aterro sanitário, em Goiânia

A Delegacia de Investigações Criminais (Deic) apresentou, na segunda-feira (28), uma dupla suspeita de esfaquear um vendedor durante um assalto corrido no dia 11 de agosto, na GO-060, em Goiânia. Daniel Ribeiro da Cruz, de 19 anos, e André Brasil Ribeiro, 18, teriam tido a ajuda de um adolescente, um jovem e outras duas menores para cometer o crime.

O vendedor, que levou 36 facadas, após ser abandonado em um aterro sanitário, foi resgatado com vida e está internado no Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira. Segundo a unidade de saúde, o paciente tem quadro regular, está consciente e respirando espontaneamente.

Segundo o delegado Valdemir Branco, titular da delegacia especializada, as meninas fingiram ser garotas de programa e ficaram na rodovia. A vítima, no entanto, disse que achou que as duas estavam pedindo carona e parou. “Quando ele desceu, os outros quatro saíram do mato e deram as facadas”, contou o delegado. Os criminosos fugiram com o carro da vítima, R$ 1,8 mil, celular e 500 peças de roupa.

Porém, eles voltaram ao local para certificar que o vendedor havia morrido. “Cerca de 30 minutos depois, eles acabaram voltando e dando mais facadas na vítima, para confirmar que ela estava morta. Ao todo, foram 36 golpes, quase metade só na área da cabeça. Mas a vítima não morreu”, disse o delegado.

Em depoimento, Daniel contou ao delegado que estava dormindo quando o grupo chegou em sua casa chamando para cometer o crime. Ele teria aceitado a empreitada, segundo ele, porque estava com dívidas a pagar. Segundo o suspeito, a vítima teria dado a entender que estava armada, o que teria motivado a agressão. André, por sua vez, confessou que esfaqueou o vendedor.(Fonte: Polícia Civil)