Edital do novo concurso da PM será lançado em setembro

O governador Marconi Perillo autorizou, na manhã de quarta-feira, dia 9, a abertura de novo concurso público na área da Segurança Pública para contratação de 2.000 policiais militares. Somados aos 2.500 soldados do último concurso que tomarão posse a partir de final de agosto e início de setembro deste ano, Goiás terá, portanto, um reforço de 4.500 policiais militares na corporação.
O trabalho desenvolvido pelo Governo de Goiás para contornar a crise nacional, a mais grave da história do Brasil, foi essencial para que essas novas contratações pudessem entrar no calendário. A Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan) vai licitar agora a empresa que realizará o certame. Após assinatura do contrato, será elaborado o edital, que deve ser anunciado no mês de setembro deste ano.
Para o comandante da Polícia Militar, coronel Divino Alves, a decisão da administração pública estadual em realizar mais um concurso para a corporação “significa que o governo está com a atenção voltada para a Segurança Pública”. De acordo com o comandante, “o aporte de 4.500 novos homens na Polícia Militar vai permitir prestar um melhor serviço à população”. Declarou que, a partir de agora, a PM poderá atender de forma mais eficiente as demandas não só em Goiânia, mas, principalmente, nos municípios do interior do Estado.

Comandante-geral da PM, cel Divino Alves
“Vamos cuidar para que a formação desses novos policiais seja feita de forma descentralizada, nas cidades menores, onde a população anseia pela presença dos policiais”, afirmou coronel Divino Alves. Acentuou que, ao ser convocado, o policial aprovado em concurso público passa um longo período em formação. “Só a partir do quinto mês é que nós autorizamos o estágio operacional”, destaca. De acordo com ele, um esforço nesse sentido já está sendo feito em Santa Helena de Goiás. “A formação não será mais concentrada na capital ou nas grandes cidades”, ressaltou.
Além desse concurso para provimento de vagas na Polícia Militar, o governo, por meio da Segplan, realiza concursos para 280 cargos de agentes de Polícia Civil substituto, 220 cargos de escrivão de Polícia Civil substituto e 250 de soldado de 3ª classe do Corpo de Bombeiros Militar. Estão sendo selecionados, também, 36 delegados de Polícia Civil, 80 oficiais da Polícia Militar e outros 30 fiscais da Superintendência de Defesa do Consumidor (Procon).
Os concursos públicos são parte da política de Segurança Pública implementada pelo governo, que tem como foco a valorização e o fortalecimento das forças policiais do estado. Além dos certames, o governo autorizou, no ano passado, a promoção de 3.939 oficiais e praças da Polícia Militar, 1.020 policiais da Polícia Civil, 90 oficiais e 164 praças do Corpo de Bombeiros Militar. O governo tem atuado fortemente também na defesa dos direitos dos policiais e investido em equipamentos, armas e munições, a fim de suprir todas as demandas das corporações para a prestação de serviços de segurança de qualidade.
Cronograma em dia
Entre os 3.500 aprovados na prova escrita do último concurso para a Segurança Pública estão 2.500 policiais militares (2.420 soldados e 80 oficiais). Passam agora pela fase de avaliação médica e de entrega de documentos sobre a vida pregressa, com prazo até 21 de junho. Em 23 de julho será realizado teste psicotécnico, com previsão do resultado final dia 17 de agosto.