Em Goianésia, caseiro é preso suspeito de estuprar neto de 4 anos

 

Um caseiro, de 52 anos, foi preso suspeito de estuprar o neto, de apenas 4, em Goianésia, região central de Goiás. Segundo a Polícia Civil, o crime foi cometido durante um almoço em família na fazenda onde o homem trabalha e vive com a mulher, na zona rural da cidade. O avô nega as acusações. O suspeito foi preso na quarta-feira (20).

Segundo a delegada Poliana Bergamo, responsável pelo caso, a criança foi quem contou do abuso para o pai, já em casa, quando tomava banho. De acordo com as investigações, a família foi almoçar na fazenda no último dia 3 e em um dado momento, o menino e o avô se afastaram. Já em casam durante o banho, o menino afirmou ao pai que estava com dores na região íntima. “Ele falou que o vovô havia ‘brincado’ com ele e que não queria mais visitá-lo”, contou a delegada.

Imediatamente, o casal foi com a criança até a delegacia para denunciar o caso. A criança foi submetida ao exame de corpo de delito, que confirmou as lesões. A partir disso, a delegada pediu a prisão do caseiro, que foi deferida pela Justiça. A delegada explicou ainda que o pai do garoto começou a conviver frequentemente com o caseiro há cerca de cinco anos, pois cresceu sem sua companhia. “O pai e o avô não fizeram DNA, mas se consideram pai e filho”, completou a delegada. (Fonte: Polícia Civil)