Estão tentando levar o Brasil para uma guerra civil?

(Dilmar Ferreira)

A noite de terça-feira (9), vésperas do depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Curitiba não terminou sem que algo estranho surgisse no noticiário. Um juiz substituto do Distrito Federal determinou a paralisação das atividades do Instituto Lula, em São Paulo, atendendo pedido do Ministério Público Federal, em um processo onde o ex-presidente é réu devido à acusação de obstrução da Justiça, conforme delação premiada do ex-senador petista Delcídio do Amaral.
Lula já prestou depoimento pessoalmente no processo, onde não existe nenhuma prova de que o ex-presidente tenha praticado qualquer atitude para obstruir a Justiça a não ser uma declaração de um réu confesso que fez uma delação premiada para atender interesses escusos com a finalidade de incriminar o ex-presidente que lidera todas as pesquisas de opinião com vistas às eleições do próximo ano para a presidência da República.
O juiz de Brasília, que por sinal não é o titular da Vara responsável pelo processo contra seis pessoas que são acusadas em crimes correlatos, poderia muito bem ter optado pelo bom senso, deixando para lavrar a sua ordem de fechar o Instituto Lula, alguns dias após o depoimento do ex-presidente ao juiz Sérgio Moro. Tanto o juiz quanto todos os brasileiros sabem que Curitiba será palco de um fato que vem chamando a atenção da imprensa do mundo todo, que é o depoimento de Lula. O juiz de Brasília, assim como todas as pessoas de bom senso do Brasil, sabem que milhares de defensores de Lula estão acampados na capital paranaense, muitos deles com o nervo à flor da pele e ao invés da Justiça fazer alguma coisa para acalmar os ânimos, aparece um juiz para jogar gasolina no fogo que está prestes a se transformar em um incêndio de larga proporção. Será que tem gente interessada em levar o Brasil a uma guerra civil?
A quem interessa uma guerra civil no Brasil? Certamente os governantes de algumas potências mundiais que temem que o Brasil se torne também uma potência mundial com domínio territorial sobre o vasto continente Sul Americano. Só pode ser isso, porque tem muita gente insuflando os ânimos dos brasileiros, transformando tudo em ódio com a possibilidade de levar pessoas de ideias divergentes a um confronto sangrento. Não podemos deixar que o Brasil, uma nação pacífica, tome o caminho da violência para solucionar suas divergências. Mas é isso que se pode observar e, Curitiba pode ser apenas uma centelha para a explosão desse ódio. Vamos torcer para que essa quarta-feira (10) termina rapidamente porque se demorar muito o ódio pode alastrar pelo resto do Brasil. Ai pode ser tarde demais.