Homem é preso por matar esposa e filho em Uruaçu

 

A 10ª DRP de Uruaçu, através do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Uruaçu, resolveu um caso de duplo homicídio de mãe e filho ocorrido na madrugada de quinta-feira (21), em uma residência no Setor São Sebastião. Após investigações da Polícia Civil, o marido e pai das vítimas, Antônio Luiz da Silva, acabou confessando a autoria das mortes.

Segundo o delegado Rodrigo Pereira, delegado regional de Uruaçu, a Polícia Civil acompanhou o trabalho pericial desenvolvido pelo 7º Núcleo de Polícia Técnico-Científica de Uruaçu desde o momento em que o crime foi noticiado. De imediato, ficou evidenciado que a primeira vítima, Elizabete Fernandes de Carvalho, de 57 anos, cujo corpo foi encontrado em um pequeno quarto nos fundos do imóvel, foi atingida por, pelo menos, quatro golpes de faca.

O filho do casal, Antônio Mateus Fernandes Silva, de 20 anos, também morto a facadas, foi encontrado em um quarto, ao lado da garagem. Próximo ao cadáver dele, repousava uma faca do tipo peixeira, ainda com marcas de sangue, mas que, para a perícia, havia sido lavada após ter sido usada para o cometimento dos crimes.

Ouvido pela polícia, o marido e pai das vítimas, Antônio Luiz, disse que havia saído de casa para dar uma volta pela cidade e observar  decoração de Natal. Segundo ele, os corpos da esposa e filho foram achados no momento em que ele retornou do suposto passeio.

As suspeitas recaíram sobre o patriarca depois que uma calça molhada foi encontrada escondida no quarto do casal, debaixo de algumas caixas e depois que câmeras de monitoramento da cidade não confirmaram a versão do homem, de que havia caminhado pelas ruas e parques da cidade no momento em que, supostamente, o crime estava sendo cometido.

Além disso, a equipe policial apurou que o suspeito, dois dias antes dos crimes, esteve em uma funerária da cidade, onde procurou saber se o plano funerário da família estava em dias. Ao prosseguir com as investigações, uma outra filha de Antônio, depois de viajar de Goiânia para Uruaçu, afirmou que a convivência do pai com a mãe era bastante complicada e que, apesar de continuarem na mesma residência, já não mais vivam como casal.

Por fim, o laudo pericial apontou uma diferença de pelo menos duas horas entre a morte da mãe e do filho, o que confirmou que o autor permaneceu muito tempo no local dos fatos. Diante da consistência e robustez dos indícios e das provas produzidas pelos policiais, Antônio Luiz da Silva acabou por confessar a prática criminosa e detalhou como cometeu os delitos.

Segundo o autor, ele e a esposa discutiram depois que o pai repreendeu o filho, que saiu de casa na sequência. Durante a discussão, o casal teria entrado em luta corporal e Antônio acabou esfaqueando a mulher. Já planejando matar também o filho, ele escondeu a faca e esperou que o rapaz retornasse. Ele teria esfaqueado Antônio Mateus depois de contar a ele que já havia assassinado sua mãe. (Fonte: Polícia Civil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *