Ministério da Justiça acompanha visita humanizada do Projeto Amparando Filhos em Anápolis

Representantes do Ministério da Justiça e da Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás estiveram em Anápolis, na sexta-feira (1º), para acompanhar uma visita humanizada do Projeto Amparando Filhos – Transformando Realidade com a Comunidade Solidária.

A coordenadora de Políticas para Mulheres e Promoção das Diversidades do Ministério da Justiça, Susana Inês de Almeida, pediu o acompanhamento para conhecer como funciona a visita dos familiares das mulheres encarcerada fora do ambiente prisional, para conferir como é possível realizar esse encontro em ambientes mais tranquilos e aprender mais sobre as técnicas utilizadas pelo juiz Carlos José Limongi Sterse e pela equipe do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO).

Também acompanhou a visita, a gerente da Central de Alternativas à Prisão da Superintendência Executiva de Administração Penitenciária da Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás, Antiara Cardoso Leal. Para ela, o Projeto Amparando Filhos é fantástico. “Quanto mais as crianças ficarem longe dos presídios, menos chances delas futuramente fazerem parte das estatísticas da criminalidade”, disse.

“O projeto é viável, simples e muito humanizador. Como representante do Sistema Prisional Goiano, posso garantir que ações como essa, de ressocialização, também é prioridade, assim como a Segurança Prisional. É de suma importância esse olhar sensível para o elo de amor e atenção das mães para com os filhos e vice-versa. Direito à família é constitucional”, completou Antiara.

Anápolis

O Projeto Amparando Filhos está em atividade em Anápolis desde maio de 2016. Na comarca, as visitas humanizadas são realizadas com uma frequência mensal, fora do presídio. A equipe responsável pelo programa no local é composta pela pedagoga Cindy Michelle da Silva, pela psicóloga Fernanda Arantes Borges, pela assistente social Michelle Jeronimo da Costa e pelo estagiário de psicologia Misael Ribeiro Gondim.

Amparando Filhos

O Projeto Amparando Filhos – Transformando Realidade com a Comunidade Solidária é uma medida preventiva, baseada nos princípios da intervenção precoce, proteção integral e melhor interesse das crianças e adolescentes. Possui, também, o objetivo de evitar a dupla penalização (mães – filhos), propiciando condições para que, enquanto perdurar o encarceramento das genitoras, os filhos estejam em ambiente de proteção social, econômico e afetivo.

O projeto já funciona em 14 comarcas: Goiânia, Aparecida de Goiânia, Serranópolis, Anápolis, Jataí, Iporá, Luziânia, Israelândia, São Luís dos Montes Belos, Paraúna, Cachoeira Alta, Itumbiara, Piracanjuba e Águas Lindas de Goiás. Ainda neste semestre, serão beneficiados os municípios de Acreúna, Rio Verde, Uruaçu e Jussara.

Também estiveram presentes no evento, o desembargador Luiz Eduardo Sousa; o juiz Carlos José Limongi Sterse, do Juizado da Infância e da Juventude de Anápolis; e Eunice Machado Nogueira, diretora de Planejamento da Secretaria de Gestão Estratégica do TJGO. (Texto: Gustavo Paiva – Centro de Comunicação Social do TJGO)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *