MP-GO e MPF continua acompanhando situação de presídios regionais do Entorno do DF e de Anápolis

Encontro reuniu promotores e o procurador da República Marcelo de Oliveira
O Gabinete de Planejamento e Gestão Integrada (GGI) do Ministério Público de Goiás coordenou na sexta-feira (5/5) mais uma reunião de acompanhamento das obras dos presídios que estão sendo edificados em Goiás com verbas advindas do chamado Pronasci. O repasse dos recursos federais para as obras foi acertado a partir da assinatura de um termo de ajustamento de conduta em agosto de 2012, que envolveu o MP-GO e o Ministério Público Federal.
Na reunião de sexta-feira, que contou com a presença do procurador da República Marcelo Ribeiro de Oliveira, ficou deliberado que MP-GO e MPF vão reforçar a atuação conjunta para acompanhar a liberação e entrega dos presídios e, sobretudo, articular soluções para os entraves às obras.
Das unidades prisionais que estão sendo construídas, três ficam em municípios no Entorno do DF e a outra é o recém-concluído Presídio de Anápolis, ocupado desde o mês de fevereiro por detentos transferidos do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia após uma rebelião. Em razão de a maior parte das obras abranger a região do Entorno, o monitoramento no MP-GO tem sido feito pelo GGI em conjunto com os promotores das comarcas envolvidas, dentro da proposta de apoio à atuação na articulação de políticas públicas. As reuniões de verificação têm sido feitas a cada dois meses.
Pelo MP-GO, estiveram presentes ao encontro, coordenado pela assessora especial da Procuradoria-Geral de Justiça, Alice de Almeida Freire; o coordenador do Centro de Apoio Operacional Criminal, Luciano Miranda Meireles; os promotores Carlos Alexandre Marques, Karina D’Abruzzo e Lucas César Costa Ferreira, de Anápolis, e Daniela Haun de Araújo Serafim, que atua em substituição em Formosa. (Texto: Ana Cristina Arruda – fotos: Karine Almeida / Assessoria de Comunicação Social do MP-GO)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *