O morto está vivo, e agora?

Por que o presidente do TRF4 de Porto Alegre está com medo dos manifestantes do dia 24, quando o recurso do ex-presidente Lula será julgado por aquele tribunal? Se está com medo, é porque o presidente sabe que a sua justiça está fazendo algo indevido, o seja, condenar o ex-presidente sem provas e através de um julgamento nefasto produzido pelo juiz Sérgio Moro. O juiz tem o dever de julgar sem medo, mas desde que seja de conformidade com a legislação vigente. A sentença do juiz Sérgio Moro é a maior prova de que estão transformando um apartamento que não é do Lula em um crime de lesa pátria. Uma juíza de Brasília já deixou claro que o apartamento de Guarujá é da falida Construtora OAS e por isso mesmo foi penhorado para pagar os credores daquela empresa. É como se tivesse condenado o Lula por ter matado alguém e esse possível morto aparece vivo. E agora?