Obras do Anel Viário do DAIA foram paralisadas novamente

Marconi está brincando com os anapolinos, parece até bullying, tamanha é a zombaria. São quase oito anos de obras paralisadas e nunca concluídas. Todas elas já fizeram festas para vários anúncios de reinício para nada e o pior é que sempre aparece público para aplaudir as brincadeiras do governador. Não se pode levar à sério um governo que age assim, zombando de um povo honesto e trabalhador. Ninguém fala mais em Centro de Convenções, em Aeroporto de Cargas, da conclusão do novo presídio, no entanto, duas pequenas obras de suma importância para a cidade, deveriam ser concluídas: a solução do problema da água e a conclusão do Anel Viário do DAIA, que viria solucionar os eternos congestionamentos do trânsito do DAIA, nos horários de pico. Mas até isso o povo não acredita mais.

Há pouco mais de dois meses as obras do Anel Viário do DAIA foram reiniciadas com a liberação de parte dos recursos, mas sem receber os recursos necessários, a empreiteira retirou as máquinas na semana passada e lá ficou o serviço que agora será totalmente destruído porque o período de chuvas fortes já iniciou. A natureza é implacável com os incautos e todo o serviço já executado poderá ser levado pela enxurrada. O que fazer? Nada, porque a cidade está abandonada pelos políticos que sempre fizeram de Anápolis trampolim para suas conquistas eleitorais. Marconi está zombando do anapolino. Enquanto não tem dinheiro para a conclusão de uma obra fundamental para a cidade, o Governo está construindo uma rodovia de 23 quilômetros de extensão, ligando a BR060 ao Lago de Corumbá, para atender tão somente a um condomínio de luxo de uma empresa particular. O pior de tudo é que o Ministério Público de Goiás continua calado e sem iniciar nenhum tipo de ação para punir esse descaso com as obras, aonde milhões já foram enterrados e nada de resultado prático para o povo. É uma vergonha!

Governo das promessas

Que o governador Marconi Perillo (PSDB) já ficou conhecido como o governo das promessas, todos em Goiás sabem. Nós últimos dois mandatos, ou seja, desde 2011, a cidade de Anápolis não recebe nenhuma obra do Governo do Estado a não ser as promessas de conclusão das já iniciadas há anos tais como Centro de Convenções, Aeroporto de Cargas, Presídio, Anel Viário do DAIA e a transposição das águas do Ribeirão Capivari para o Piancó. Todas elas fazem parte de velhas e antigas promessas de Marconi para a cidade de Anápolis, mas todas estão paralisadas, apesar do governador estar sempre renovando suas promessas, mas nada de conclusão.

Acreditar na palavra do governador Marconi Perillo é o mesmo que acreditar ser possível fazer um risco na água. No entanto, no início deste ano, Marconi anunciou o reinício de uma pequena obra, mas que tem um papel relevante para a cidade, notadamente para o DAIA. Trata-se de uma rodovia de pouco mais de cinco quilômetros, ligando a Rodovia Anápolis Leopoldo de Bulhões ao Trevo da BR060 com a BR153. Essa rodovia foi batizada pelo próprio governo Estadual como sendo uma espécie de Anel Viário do DAIA, já que facilita o trânsito para uma grande quantidade de trabalhadores que residem na região leste da cidade. O chamado anel serve para descongestionar o trânsito no horário de pico na região do Trevo da BR060 com a Avenida Brasil Sul.

Em junho deste ano, o governador esteve novamente na cidade e anunciou o reinício das obras daquele anel viário e de fato as obras foram reiniciadas, mas a alegria dos anapolinos, especialmente os trabalhadores do DAIA, durou pouco, já que em poucos meses de trabalho realizado pela empreiteira, eis que as máquinas foram embora e com elas o fim da esperança da população ver a conclusão da mesma.

No mesmo dia em que o governo Estadual anunciou o reinício da obras do Anel Viário do DAIA, prometeu iniciar  construção de outras rodovias na região que são a GO-139, trecho Olhos d’Água-Corumbá, que receberia pavimentação nos 31,7 quilômetros, e a GO-474, trecho Abadiânia-Lago de Corumbá, que também seria beneficiada com a pavimentação de 23,2 quilômetros. Sabe-se que pelo menos a 15 quilômetros da GO474 já foram pavimentados, restando pouco menos de oito quilômetros para a sua conclusão. Ocorre, no entanto, que a GO 474, liga a cidade de Abadiânia ao Lago de Corumbá, mais especificamente a um condomínio de luxo na beira do lago. Informações dão conta de que as obras dessa rodovia estão em andamento, enquanto o Anel Viário do DAIA continua esquecido.

O que acontece com Anápolis?

Os anapolinos já começam a ficar intrigados com Marconi Perillo que continua levando a cidade em segundo plano de sua administração. Aqui não se conclui obra alguma e as promessas são antigas e nada é levado a sério. Para muitos, Anápolis perdeu sua força política, ficando tão somente sua força eleitoral, cujos eleitores votam cegamente no atual governo sem levar em consideração o descaso que ele vem dando à cidade e à sua gente. Para outros, a falta de representação política é fator preponderante, notadamente de deputados que pudessem cobrar resultados positivos para a cidade. De ano a ano e de eleição em eleição a cidade vai ficando esquecida e os eleitos atrelam ao governo do Estado e trocam apoio político por benesses pessoais, pouco se lixando para o povo e para a cidade.

O atual deputado Estadual eleito por Anápolis – Carlos Antônio – não passa de um pau mandado do governador que vota com a barriga e não com a razão, afirmou recentemente o jornalista Dilmar Ferreira em artigo publicado pelo site do jornal O Anápolis. “Esse deputado é o resultado de um aborto das urnas nas eleições de 2010 e 2014. É um parlamentar completamente inútil” Afirmou o jornalista em seu artigo.

 

2 Comentários


  1. gostaria de pedir a população de anapolis que vamos unir nossas forças para mostrar a esse marcone sangue suga que não somos palhaços. eu passo pelo trageto desse anel viário do daíà quase todos os dias aquilo ali é um tapa na nossa cara. uma verdadeira trapaça com a gente que precisa passar por ali. mas nós vamos dar o troco. o Marconi vai sair e quer empurrar na nossa guela abaixo o tal de Zé Eliton. não vamos votar nessa cambada. fora Marconi. fora Zé Eliton.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *