Os crimes de Michel Temer e de Aécio Neves. Qual a diferença entre um e o outro?

O presidente Michel Temer indicou o ex-deputado Loures para ser o intermediário entre ele e o empresário Joesley Batista.  Loures recebeu uma mala de dinheiro – R$500 mil – cujo valor foi devolvido para o empresário. Loures foi preso e em seguida enviado para prisão domiciliar, usando tornozeileira.  O chefe de Loures – Michel Temer – poderá ser afastado da presidência da República, caso a Câmara dos Deputados autorize que o STF possa processar o presidente da República.

Por outro lado o senador Aécio Neves, que indicou seu primo para receber uma mala de dinheiro que ele Aécio pediu para o empresário Joesley Batista. O primo de Aécio foi preso e atualmente está em casa usando tornozeleira. Enquanto isso, Aécio Neves está tranquilamente cumprindo seu mandato no Senado e o processo que enfrentaria no Conselho de Ética daquela Casa foi arquivado por duas oportunidades e ele está livre para responder a acusação no STF, na condição de senador.

A pergunta que se faz neste ponto é a seguinte: Qual crime foi maior: o do presidente ou o do Senador? A resposta pode ser dada por qualquer leitor mais atento ao texto, ou seja, os dois criminosos precisam passar pelas mesmas penas ou sentenças. Uma coisa é certa: o senador que mais se pousou como paladino da justiça, vai responder seu crime ocupando o seu cargo de senador. Já o presidente Michel Temer, caso perca na votação no Plenário da Câmara dos Deputados, vai ter que responder pelo seu crime, afastado do governo, mesmo estando com seu foro privilegiado e ocupando o Palácio do Jaburu.

Como será que o Supremo Tribunal Federal vai trabalhar com esses dois casos, que no âmbito do Processo Penal, ambos têm o mesmo grau de responsabilidade criminal? Com a palavra os ministros do STF…