Promotora apura suposto enriquecimento ilícito de ex-prefeito de Vila Propício

A promotora de Justiça Márcia Cristina Peres abriu inquérito civil público para apurar notícia de suposto enriquecimento ilícito do ex-prefeito de Vila Propício Waldilei José de Lemos e seus familiares, decorrente de favorecimento em compras realizadas pelo município em empresas da família durante a sua gestão, entre 2013 e 2016.

Uma dessas empresas é o Auto Posto Caiapó, de propriedade de um sobrinho do ex-prefeito. Há informações de que a prefeitura comprou combustível de diversas empresas, mas a soma de todas as adquiridas em outros estabelecimentos corresponde a menos da metade das realizadas no posto da família.

Naquele período, o ex-prefeito também adquiriu outros produtos como soda cáustica, fraldas, iogurte, material de limpeza e outras mercadorias, sendo que o maior volume de compras foi no Supermercado Lemos, pertencente ao mesmo sobrinho do prefeito e administrada por seus pais, portanto, irmão e cunhada do então gestor. O preço dos produtos teria sido superfaturado. A promotora já notificou os investigados para prestar declarações sobre os fatos. (Cristiani Honório/Assessoria de Comunicação Social do MP-GO)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *